Épagneul Breton

Ficha Técnica

História do Épagneul Breton

Um exímio caçador

Terá o Épagneul Breton origem espanhola? Esta é a grande discussão em torno da história desta raça. Alguns cinólogos defendem que sim, que o Épagneul tem origem na Península Ibérica e que o seu nome deriva da palavra “espanhol”. Porém, outros cinólogos defendem que esta raça não tem nenhuma relação com os cães ibéricos e que o seu nome deriva do verbo francês “espanir”, que significa agachar-se ou esconder-se, acção que caracteriza este cão no momento em que se aproxima da presa.

A raça também é denominada de Brittany, nome de uma região no noroeste de França conhecida pelos lusófonos como Bretanha, cuja costa está perto da Grã-Bretanha. O comércio entre franceses e ingleses incentivou a troca de diferentes tipos de cães, o que leva muitos estudiosos a...

Temperamento do Épagneul Breton

Um amigo sensível e afectuoso

Uma expressão que os admiradores do Épagneul gostam de lhe associar é “as máximas qualidades num volume mínimo”. Robusto e resistente, continua a ser um popular cão de caça, cobrindo tanto em terra como na água e trazendo a peça ao dono praticamente intacta, o que leva os caçadores a afirmarem que tem o “dente doce”.

Tem sido também cada vez mais apreciado como cão de companhia, sendo, possivelmente, a raça nativa mais popular de França. O facto de libertar muito pouco odor e de ter um porte médio contribuem para que cada vez mais citadinos escolham o Épagneul Breton para se juntar à sua família.

Leal, obediente, equilibrado, inteligente e meigo, é um cão que procura sempre agradar aos seus donos e é bastante sociável, apreciando as brincadeiras...

Saúde do Épagneul Breton

Sendo uma raça rústica, é geralmente saudável. Porém, existem alguns problemas que a podem afectar, a começar pela displasia coxofemoral (ou displasia da anca), que se caracteriza por uma anomalia heriditária na articulação entre o fêmur e a bacia, causando dor e problemas de locomoção.

A epilepsia também pode ocorrer e está associada a uma doença degenerativa dos neurônios conhecida como Abiotrofia Cerebelar. Normalmente, este problema surge entre os três e os quatro anos de idade.

Problemas oculares são relativamente frequentes na raça, designadamente o glaucoma, que provoca danos no nervo óptico e perda de visão, e a catarata, que leva a uma opacificação do cristalino do olho, podendo, ou não, causar uma diminuição da capacidade de visão.

Outra doença que pode surgir é o hipotireoidismo, que se caracteriza por...

Aparência Física do Épagneul Breton

Silhueta Epagneul Breton

Características do Épagneul Breton

Curiosidades

Curiosidades

Por vezes, alguns exemplares desta raça podem já nascer com a cauda curta, aos quais se chama anuros.

Outras raças