14 de Novembro, 2019

Devo escovar os dentes do meu cão?

Duas das questões que se impõe frequentemente são as seguintes: É necessário escovar os dentes dos cães? E como devo escovar os dentes do meu cão?
escovar os dentes

À medida que os animais de estimação vão ocupando um lugar cada vez maior nos nossos corações, é normal surgirem algumas preocupações com o seu bem-estar outrora desprezadas.

Apesar de os cães não costumarem ter cáries como os humanos, é muito comum desenvolverem tártaro e doenças nas gengivas, caso não haja uma higiene dentária adequada. Os alimentos ficam presos nos dentes e as bactérias vão-se acumulando, formando o tártaro e as placas bacterianas. Quando já existe tártaro acumulado, a solução passa pela destartarização. Não se trata de um procedimento evasivo, no entanto, o animal tem de ser sedado para que o veterinário possa realizar o seu trabalho.

Como não há nada melhor que a prevenção, a melhor opção passa por habituar o seu cão a que lhe escovem os dentes regularmente – o ideal é que seja desde cachorro. Ao princípio pode parecer um desafio e o cão pode debater-se com esta novidade, mas o importante é estar num estado de espírito calmo e ir gradualmente habituando-o sem pressas, de modo a não criar aversão à escova de dentes.

E a partir de quando deve escovar os dentes ao seu cão? Aos 6 meses de idade já todos os dentes de leite deverão ter caído, portanto, essa é uma boa altura para começar esta rotina de escovar os dentes do seu cachorro.

Que escova usar para escovar os dentes do meu cão?

  • Idealmente, uma escova de dentes para cães, ou uma escova para crianças, pois tem uma cabeça mais pequena e macia e não magoa as gengivas do cão.
  • Existem também dedais para escovar os dentes dos cães que pode usar, caso lhe pareça ser mais fácil para chegar aos molares.

Existem pastas de dentes para cães?

Além da escovagem dos dentes do seu cão, há outras formas que contribuem para uma melhor higiene dentária:

  • Rações especiais para a prevenção do tártaro: Consiste em ração seca, com grânulos maiores e mais consistentes. A mastigação do alimento produz o mesmo efeito de uma escovagem, isto porque o atrito do alimento ajuda a remover os restos de comida que ficaram presos nos dentes. Certas rações incluem componentes específicos que previnem o tártaro, como o hexametafosfato de sódio.
  • Snacks orais antitártaro: Mais uma vez, através da mastigação destes snacks, são libertadas enzimas que inibem bactérias que se encontrem à superfície dos dentes. Isto resulta no desaparecimento do mau hálito e da placa bacteriana.
  • Sprays dentífricos: Esta pode ser uma solução mais simples para os cães que não gostam, de todo, de escovagens. Basta pulverizar de ambos os lados da boca e os seus ingredientes activos irão incitar o cão a lamber-se e a espalhar o spray, que por sua vez irá eliminar restos de alimento.

Dicas práticas de como começar a escovar os dentes do seu cão

  • É importante introduzir a higiene oral no geral ao cachorro desde cedo, começando com a apresentação da escova com um pouco de pasta e deixando-o lamber.
  • Usar brinquedos ou biscoitos como recompensa é um bom truque para que ele associe a escova a algo positivo.
  • Primeiro, pode ser necessário habituá-lo à manipulação da boca e, gradualmente, ir introduzindo a escovagem. Por exemplo, massajar-lhe as gengivas com os dedos pode ser um bom princípio.
  • Começar pelos caninos, depois os posteriores e só no final os incisivos (são os mais sensíveis) é a ordem recomendada.
  • Para que o cão não crie uma aversão à escovagem, o ideal é deixá-lo habituar-se a estes hábitos ao seu próprio ritmo.