icon openMenu
Cão Nosso - Pet Sitting

American Staffordshire Terrier

FICHA TÉCNICA

HISTÓRIA

Um passado sangrento

 

Os antepassados do American Staffordshire Terrier chegaram aos Estados Unidos por volta do ano de 1845, levados pelos imigrantes do Reino Unido. Estes antepassados, conhecidos como Bull-and-terrier, fruto do cruzamento entre o Bulldog antigo e determinados terriers, eram utilizados para as lutas contra touros e entre cães. 

A ascendência do American Staffordhire Terrier é praticamente a mesma da raça britânica Staffordshire Bull Terrier. O momento em que o processo de criação da primeira se inicia começa quando os norte-americanos dão asas à sua pretensão de desenvolver uma raça mais alta, pesada e robusta. 

Ambas as raças, nos seus respectivos países, participaram activamente em lutas de cães, que se passaram a organizar clandestinamente após a sua proibição em 1835. A triste finalidade para que estas raças eram utilizadas afectou bastante a sua imagem na sociedade ao ponto de, em pleno século XXI, essa imagem persistir, muito por culpa de criadores e de outras pessoas sem escrúpulos que continuam a explorar a força e a tenacidade destes cães com os piores intuitos. 

Partilhando a mesma raiz e tendo, tanto uma raça como a outra, sido desenvolvida pelos norte-americanos, o American Staffordshire Terrier começou a diferir do American Pit Bull Terrier no momento em que surgiram, há cerca de oitenta anos atrás, dois planos de criação distintos. Ao contrário do Pit Bull, que se manteve durante mais tempo (quase) exclusivamente ligado às lutas sangrentas, o American Staffordshire Terrier foi seleccionado para as exposições de beleza, ganhando, entre outras características físicas, uma altura máxima pré-determinada e tornando-se mais tolerante relativamente a outros cães.

Graças ao seu temperamento, designadamente ao afecto que demonstra não só para com os seus donos mas também para com outras pessoas, o Amercian Staffordshire Terrier ou, como é muitas vezes chamado, AmStaff ganhou popularidade em muitos países.

temperamento

Apaixonado pela família

 

O AmStaff é um cão temerário, confiante, alegre e que adora fazer parte das brincadeiras da família. É conhecido por ser cuidadoso e paciente com os mais novos e por ser uma excelente companhia para pessoas de idade. Dada a sua força muito considerável é fundamental que seja socializado com outros cães desde cachorro, evitando-se problemas de reactividade e agressividade. 

De facto, aquilo que o American Staffordshire Terrier mais aprecia é a companhia do dono e o que mais lhe custa são os períodos em que este não está presente.  

Sendo uma raça que se adapta melhor a viver no interior de casa, o AmStaff precisa de passar longos períodos no exterior para se exercitar e libertar toda a sua energia. Esta raça atlética tem um excelente desempenho em actividades desportivas, tais como Obedience ou Agility.

Dada a imagem (injustamente) negativa da raça aos olhos da maioria das pessoas, é muito importante que aqueles que possuam um exemplar tenham o especial cuidado de o treinar e sociabilizar para que, no futuro, o American Staffordshire Terrier se possa ver livre dos preconceitos de que é alvo. 

saúde

Esta é uma raça com poucos problemas de saúde. Provavelmente, a doença que mais a afecta é a displasia da anca (ou displasia coxofemural), que pode levar à paralisia das pernas traseiras. Esta é, aliás, a doença hereditária em termos ortopédicos mais comum nos cães.

Podem também surgir problemas cardíacos e cataratas (doença que afecta a visão).

No que se refere aos cuidados com a pelagem, basta uma escovagem ocasional para remover a sujidade e os pêlos mortos.

características

Curiosidades

Em 1922, ainda no tempo dos filmes mudos, o produtor norte-americano Hal Roach criou uma das séries mais conhecidas da época, chamada The Little Rascals (Os Pequenos Marotos). Esta série contava as aventuras de um grupo de crianças pobres que viviam no mesmo bairro, tendo sido um sucesso de audiências, o que levou a que, com o surgimento do cinema sonoro, em 1929, continuasse a ser produzida até 1944.

Pete, “the pup”, um American Staffordshire Terrier com um círculo desenhado à volta do olho direito, era uma das personagens mais conhecidas desta série. 

Em 1994, a Universal Pictures lançou o filme The Little Rascals, baseado na série televisiva que tanto sucesso fez na primeira metade do século XX. Mais recentemente, em 2014, a Universal Pictures lança um segundo filme inspirado nesta série, chamado “The Little Rascals Save the Day”.

partilhar
partilhar