icon openMenu
Cão Nosso - Pet Sitting

Golden Retriever

FICHA TÉCNICA

HISTÓRIA

Um inglês com antepassados oriundos da Terra Nova

O Golden Retriever é o resultado do cruzamento de, essencialmente, três raças durante o século XIX: o já extinto Tweed Water Spaniel; o igualmente extinto St. John´s Water Dog, um tipo de Terranova mais pequeno e que foi utilizado no desenvolvimento de diversas raças de retrievers (para além do Golden), tais como o Flat Coated Retriever, o Chesapeake Bay Retriever, o Labrador Retriever e o Terra Nova; e o Flat Coated Retriever, também descendente, como foi referido, do St. John´s Water Dog. O Setter Irlandês e o Bloodhound são outras duas raças que poderão eventualmente ter contribuído para o apuramento do Golden Retriever.

A revolução industrial da época vitoriana trouxe, entre várias inovações, o desenvolvimento do sistema ferroviário, facilitando a deslocação dentro do território da Grã-Bretanha. Assim, os aristocratas ingleses juntaram-se aos aristocratas escoceses, aos quais se juntaram, ainda, alguns burgueses enriquecidos pelo capitalismo industrial, para participarem na caça desportiva nas grandes propriedades do norte da Escócia. As armas de fogo foram bastante aperfeiçoadas pelo desenvolvimento tecnológico da época, o que fez aumentar exponencialmente o número de aves abatidas e, por consequência, a necessidade de cães que, para além de localizarem a presa atingida, a cobrassem, isto é, a trouxessem até à mão do caçador. Não por acaso, se chamou aos cães que possuíam esta capacidade retrievers, palavra que deriva do verbo inglês to retrieve, que significa recuperar ou recobrar.

Uma vez que o Golden Retriever tem antepassados que se moviam com grande facilidade na água, numa ilha canadiana de grande dimensão chamada Terra Nova, podia actuar e recuperar tanto em terra como na água, capacidade fundamental para as caçadas nas regiões pantanosas, envoltas por rios e por lagos.

Sir Dudley Marjoribanks, um político e homem de negócios escocês que foi tornado Barão (ou Lord) de Tweedmouth, teve um papel preponderante no desenvolvimento do Golden Retriever, durante a década de sessenta do século XIX. Juntamente com o seu filho, Sir Dudley Marjoribanks encontrou-se, em Brighton, cidade ao sul de Inglaterra, com um sapateiro que possuía um jovem retriever amarelo resultado de alguns cruzamentos que haviam sido realizados e que incluíam as raças acima mencionadas. Fizeram uma oferta ao sapateiro e compraram-lhe o cão, a quem chamaram Nous, que significa sabedoria em gaélico escocês – as línguas gaélicas têm origem no povo celta. Em 1868, cruzaram o Nous com uma cadela Tweed Water Spaniel, chamada Belle, originando uma ninhada composta por três cães, considerados os primeiros Golden Retrievers.

Foi apenas em 1913, ano em que foi criado o Golden Retriever Club of England, que esta raça foi baptizada com o nome que hoje conhecemos.

Para além do cobro da caça, os Goldens Retrievers são muito apreciados como cães guia para cegos, sendo, muito provavelmente, a principal raça a assumir esta função. Podem, também, assumir a função de pastoreio e, até, de farejador de drogas.

temperamento

O relações públicas canino

O dócil e afectuoso Golden Retriever é um cão muito chegado à família e que tem uma excelente relação com crianças, aturando as suas “trafulhices”. Aparecendo em qualquer ranking como uma das dez raças mais inteligentes do mundo, não é difícil treiná-la, sendo que será sempre preciso alguma persistência para que cumpra todos os comandos que o dono lhe transmite.

O seu temperamento amistoso permite-lhe ter uma relação muito boa com estranhos, o que a torna inadequada para as funções de guarda. A relação com outros animais, designadamente com cães, é também muito boa, mostrando sempre um comportamento sociável e uma quase ausência de agressividade.

Sendo uma raça muito activa, não é a melhor opção para pessoas sedentárias. Uma das suas principais características é apanhar objectos que encontra à sua volta e entregá-los ao seu dono, o que é perfeitamente natural numa raça que foi desenvolvida para apanhar e levar a presa à mão do caçador.

saúde

A popularidade desta raça originou, devido a problemas de consanguinidade, deficiências hereditárias nalguns exemplares, nomeadamente alergias de pele, anomalias do sistema ocular, como as cataratas ou a atrofia progressiva da retina, displasia da anca e, até, em perfeita contradição com o comportamento típico da raça, um temperamento irritável que se pode manifestar numa tendência para morder.

Como acontece com qualquer raça, é fulcral analisar o criador a quem se pretende adquirir um exemplar, bem como os respectivos progenitores.

Quanto à pelagem, precisa de ser escovada regularmente.

características

Curiosidades

O Golden Retriever é mais popular na América do Norte e na Escandinávia do que na sua própria terra natal, a Grã-Bretanha.

partilhar
partilhar