icon openMenu
Cão Nosso - Pet Sitting

Galgo Italiano

FICHA TÉCNICA

HISTÓRIA

O companheiro dos monarcas europeus

As origens do Galgo Italiano são controversas, mas sabe-se que esta raça é muitíssimo antiga, havendo alguns historiadores que acreditam que exista há mais de 2000 anos, e outros até que exista há mais de 5000 anos. Para estas teorias contribuiu a descoberta de um túmulo egípcio com os restos mortais de um cão muito semelhante ao Galgo Italiano, que terá vivido há 6000 anos atrás.

O que é facto é que já havia exemplares desta raça na Antiguidade Clássica, sendo representada, através das artes decorativas, na Grécia e na Roma Antiga. Os romanos tiveram um papel muito importante no desenvolvimento da raça, levando-a a adquirir a aparência que hoje conhecemos.

Durante a época renascentista, o Galgo Italiano era muito apreciado pela nobreza europeia, tendo sido representado em pinturas de reconhecidos artistas. James I de Inglaterra e a sua esposa Anne da Dinamarca gostavam particularmente desta raça, mas não foram os únicos monarcas a apaixonarem-se por este pequeno galgo. Já no decorrer do século XVIII, Catarina a Grande, célebre Imperatriz da Rússia, mostrou o seu apreço por esta raça, e, durante o século XIX, foi a vez da Rainha Vitória do Reino Unido demonstrar o mesmo sentimento.

Mas o monarca que mais demonstrou a sua paixão pelo Galgo Italiano foi Frederico, o Grande, Rei da Prússia no século XVIII. Reconhecido estratega militar, fazia-se sempre acompanhar pelos seus exemplares durante as guerras que travou. Quando um dos seus galgos morria, enterrava-o com as suas próprias mãos perto do seu palácio de Verão de Sanssouci. Após a morte de Frederico, os seus herdeiros respeitaram a sua última vontade e enterraram os seus restos mortais no mesmo terreno onde ele próprio havia enterrado os seus cães.

temperamento

Sensível e brincalhão

O elegante e ágil Galgo Italiano é uma raça muito efectuosa e ligada ao seu dono. Gosta muito de chamar a atenção e precisa de fazer bastante exercício físico, tendo muita energia para gastar.

O seu temperamento gentil, activo e brincalhão tornam-na numa raça adequada para as crianças, apesar de ser preciso vigiar as brincadeiras, uma vez que a sua sensibilidade e fragilidade podem, perante potenciais abusos dos mais novos, originar mazelas, nomeadamente fracturas.

Sendo um cão muito curioso, é preciso ter cuidado para que não coma nada que lhe possa fazer mal e para que, durante os passeios, não comece a correr desenfreadamente, expondo-se ao risco de ser atropelado.

Apesar de ser muito meigo e dócil, o Galgo Italiano é teimoso, conseguindo, muitas vezes, com a sua expressão adorável aliada a uma fina inteligência, convencer os donos a fazerem aquilo que ele quer. Neste sentido, é importante resistir ao olhar ternurento desta raça, por forma a transmitir-lhe ensinamentos que a protegerão de potenciais perigos. Contudo, o treino deve ser motivador e nunca baseado na agressividade, uma vez que os Galgos Italianos são propensos à timidez, podendo, caso sejam maltratados, tornarem-se em cães extremamente reservados.

Para que se tornem confiantes, é importante que sejam sociabilizados desde tenra idade e, se possível, que vivam juntamente com outro cão. Com níveis de agressividade especialmente baixos, o Galgo Italiano, se confrontado com um cão agressivo, poderá simplesmente “congelar”.

saúde

Com uma estrutura óssea bastante delicada, especialmente até ao ano e meio, é importante ter atenção para que, numa das suas brincadeiras ou num movimento expedito, não fracture um osso.

O Galgo Italiano não se dá bem com baixas temperaturas, podendo precisar, durante o Inverno, de agasalhos que o protejam do frio e da chuva.

Em relação à pelagem, os cuidados são simples, bastando um escovagem semanal para retirar os pêlos mortos. Uma das virtudes da raça é não soltar muito pêlo e praticamente não libertar odor.

Finalmente, interessa referir que são necessários alguns cuidados relacionados com a higiene oral, uma vez que esta raça tem uma certa tendência para desenvolver problemas associados à mesma.

características

Curiosidades

A sua pequena dimensão, que faz dele o mais pequeno dos galgos, leva a que seja conhecido como Galguinho.

partilhar
partilhar