Cão Nosso - Pet Sitting icon open

Tudo sobre Cães

24.09.2018

5 perguntas essenciais sobre as unhas do seu cão

Tópicos: Saúde
Tantas vezes esquecido ou temido pelos donos, este é um tema essencial na vida do seu cão! Fique a saber mais sobre os cuidados com as unhas do seu cão e a sua importância com este nosso texto.

Salvo algumas excepções de cães mais activos, cujas unhas não necessitam de grandes cuidados de manutenção, este é um tema essencial na vida do seu cão e, infelizmente, muitas vezes esquecido ou temido.

Para o ajudar neste tema de especial importância para a saúde do seu patudo, deixamos-lhe cinco perguntas essenciais sobre as unhas do seu cão, acompanhadas, naturalmente, das respectivas respostas.

1. QUANDO É QUE PRECISO DE CORTAR AS UNHAS DO MEU CÃO? 

É crucial cortar as unhas aos cães quando estas se tornam muito compridas. As unhas consideram-se demasiado compridas quando é possível ouvir o seu som a tocar no chão.

2. QUAIS OS RISCOS ASSOCIADOS A UNHAS DEMASIADO COMPRIDAS E OS BENEFÍCIOS DAS UNHAS MAIS CURTAS? 

Cães com unhas compridas adoptam uma postura incorrecta nas patas, o que pode causar dor e até inflamação. Contribui também para um desgaste precoce das articulações e para problemas na coluna.

A pressão no leito ungueal (parte de baixo das unhas) pode causar desconforto, tornando mais difícil a manipulação das patas e influenciando de forma negativa o equilíbrio e a coordenação do seu cão.

Outro risco que pode surgir, no caso do seu cão ser daqueles que anseia cumprimentar todas as pessoas com um salto enérgico, é arranhá-las, magoando-as e estragando-lhes a roupa. 

 

3. COMO FAZER A MANUTENÇÃO DAS UNHAS?

O ideal seria limar as unhas do seu cão. A frequência depende do objectivo, se este for recuar o sabugo, o ideal seria de 2 em 2 ou de 3 em 3 dias, mas convém sempre observar as unhas do cão e avaliar as suas necessidades específicas. Se o objectivo não é recuar o sabugo, o mais importante é estar atento a quando as unhas tocam no chão (em pisos mais sólidos fazem barulho).

Podemos sempre juntar os dois , limar e cortar as unhas , porque, ao fazermos o corte com um corta unhas, vamos criar arestas afiadas, correndo o risco de poderem arranhar, pelo que é importante limá-las. 

Em termos gerais, limar regularmente é a prática mais correcta, embora seja um método lento, que exige paciência. 

Fonte: https://www.facebook.com/groups/1042132139262684/

Caso prefira utilizar apenas um corta-unhas, deverá cortar a ponta e depois as lascas no topo e de lado. Recorrendo a esta técnica, é aconselhável que corte as unhas do seu cão de 15 em 15 dias ou sempre que estas estejam demasiado compridas.

Na manutenção das unhas do seu cão deverá ter especial atenção ao sabugo, que não pode ser cortado, uma vez que contém diferentes nervos e vasos sanguíneos. Caso corte acidentalmente o sabugo, deverá desinfectar o local e estancar a hemorragia.

Fazer uma manutenção de 2 em 2 ou de 3 em 3 dias poderá dar a origem ao recuo natural do sabugo, sem ser necessário anestesiar, cortar ou cauterizar.  Para conseguir desenvolver este processo, é muito importante que o cão seja habituado a este tipo de manuseamento.

4. DE QUE MATERIAL NECESSITO PARA A MANUTENÇÃO DAS UNHAS DO MEU CÃO?

5. QUE CONSELHOS PRÁTICOS DEVO TER EM MENTE?

O principal conselho que lhe podemos dar é que habitue o seu cão desde cedo ao manuseamento necessário ao corte de unhas, que dever ser sempre associado a coisas positivas. Infelizmente, muitas vezes, esta tarefa é encarada, tanto pelos donos como pelos cães, com bastante desconforto e insegurança. Ainda que a manutenção seja efectuada por um profissional, o treino do seu cão para que se habitue a este manuseamento é crucial para o desempenho do profissional em questão.

Por exemplo, dê ao seu cão o seu brinquedo preferido no momento em que se prepara para lhe cortar as unhas, ou guarde um snack especial para este momento. Desta forma, o seu cão associará o corte de unhas a algo positivo, tornando a tarefa mais fácil e agradável para ambos.

Embora nos primeiros meses de vida possa não ser necessário cortar as unhas ao seu cachorro, deve-se fingir que se está a desempenhar esta tarefa para que ele se habitue aos instrumentos e ao manuseamento. 

Ainda a este nível, para facilitar a tarefa, escolha um momento em que o seu cão esteja tranquilo e relaxado (por exemplo, depois de uma sesta), e evite chatear-se com ele no caso de não se estar a comportar da maneira que gostaria. O mais importante é que o seu cão não crie uma associação negativa com o momento de cortar as unhas.

Outro conselho importante é que, no caso de não se sentir confortável ou seguro para fazer a manutenção das unhas do seu cão, recorra aos serviços dos profissionais mais indicados para este efeito. Deverá falar com o seu médico veterinário ou, se preferir, poderá contactar-nos que trataremos de o ajudar da melhor maneira possível.