icon openMenu
Cão Nosso - Pet Sitting

West Highland White Terrier

FICHA TÉCNICA

HISTÓRIA

O terrier das terras altas

Durante a Idade Média e a Idade Moderna, os exemplares brancos de Cairn Terrier eram chamados West Highland White Terriers. Estes cães, criados na parte Ocidental da Escócia cairam, em 1620, nas boas graças do Rei James I de Inglaterra e VI da Escócia.

No entanto, o seu desenvolvimento ocorreu apenas no século XIX pela mão do Coronel escocês Edward Malcom. Ao ter disparado e morto acidentalmente um Cairn Terrier que o acompanhava sempre nas caçadas, confundindo-o, dada a sua coloração cinzenta escura, com um coelho, o Coronel ficou muito abalado, tendo, a partir desse momento, decidido criar apenas cães brancos para que se distinguissem das presas. Estes cães foram chamados de Poltalloch Terrier, aludindo ao nome da propriedade onde vivia a família Malcom.

Paralelamente, o Duque de Argyll também criou terriers brancos, igualmente baptizados com o nome da propriedade do seu criador, Roseneath Terrier. Muito provavelmente, o Coronel e o Duque colaboraram para o apuramento da raça que hoje conhecemos, conhecida como West Highland White Terrier a partir do início do século XX.

Antes de ter sido oficialmente reconhecida, esta raça era considerada como uma variedade branca do Scottish Terrier, mas, graças aos cruzamentos efectuados pelos seus dois principais criadores, nos quais, para além do Cairn e do Scottish Terrier, foram utilizados outros terriers brancos, o West Highland White Terrier adquiriu atributos físicos e temperamentais próprios.

A partir de 1924, os cruzamentos entre o West Highland White e o Cairn Terrier foram proibidos, salvaguardando-se as características particulares de cada uma das raças.

Actualmente, o Westie, como é carinhosamente chamado pelos seus fãs, goza de uma grande popularidade como animal de companhia.

temperamento

Um terrier sociável

Os Westies são cães alegres e sempre prontos para a brincadeira. Dada a sua energia, não gostam de ficar parados, estando sempre prontos para qualquer desafio. De entre os terriers escoceses, são os mais sociáveis. Ainda assim, convém que sejam socializados desde pequenos para estimular as suas melhores características temperamentais.

Bastante ligados à sua família, os Westies gostam muito de conviver e de ser o centro das atenções, adaptando-se perfeitamente à vida num apartamento. Contudo, os passeios são fundamentais para que libertem energias e socializem, evitando que se tornem nervosos. Dada a sua natureza de terrier, têm uma grande tendência para escavar, podendo abrir túneis por debaixo de vedações.

Sempre alertas e destemidos, constituem bons cães de guarda, embora, dada a sua teimosia, não sejam fáceis de treinar.

saúde

Como acontece com muitos cães de pêlo branco, o West Highland White Terrier tem alguma propensão para a surdez, para alergias cutâneas, nomeadamente dermatites, e para a síndrome White Shaker Dog, responsável por tremores generalizados.

A síndrome Legg-Calvé-Perthes, uma doença degenerativa da articulação da anca, também pode afectar esta raça, bem como a luxação da patela.

Relativamente aos cuidados com a pelagem, deve ser escovada regularmente (no mínimo uma vez por semana) e tosquiada duas vezes por ano. O banho deve ser evitado, uma vez que retira a camada natural de óleo protector da pele, aumentando a probabilidade de surgirem problemas cutâneos.

características

Curiosidades

Obélix, grande companheiro de Asterix e uma das mais famosas personagens da banda desenhada, fazia-se sempre acompanhar pelo seu pequeno cão branco chamado Idéfix, nome francês que significa “ideia fixa”. Embora nos autores desta banda desenhada (Albert Uderzo e René Goscinny) nunca tenham atribuído uma raça ao Idéfix, a sua aparência e temperamento levaram a que no cinema fosse representado por um West Highland White Terrier.

De facto, o Westie, para além de ter o pêlo branco, é um cão destemido e de ideias fixas, sendo, por isso, a raça que melhor representa esta personagem canina que, não raras vezes, ajudava o seu dono nas situações mais difíceis.

partilhar
partilhar