icon openMenu
Cão Nosso - Pet Sitting

Shih Tzu

FICHA TÉCNICA

HISTÓRIA

O sagrado companheiro dos imperadores

As origens do Shih Tzu são difíceis de determinar. Existe, ainda assim, um consenso entre os historiadores sobre os seus antepassados tibetanos. Os cães sagrados do Tibete, provavelmente o Lhasa Apso, terão sido cruzados com os antepassados do Pequinês, que serviam de companhia aos imperadores chineses, dando origem a esta raça que, segundo as lendas locais, representava o que de melhor havia entre estas duas culturas e o amor que as unia.

O Shih Tzu, nome derivado do mandarim que significa pequeno leão, foi criado a partir do século XVII, tendo sido oferecido aos imperadores chineses que rapidamente o adoptaram, tornando-o num residente da Cidade Proibida, o lugar habitado pela família do imperador. Foi aqui que esta raça foi cuidadosamente desenvolvida, sendo separada das outras raças para não se misturar nem afectar a sua criação.

A religião budista considera o leão uma divindade, existindo várias pinturas seculares que representam Buda lado a lado com ele. O facto de o Shih Tzu ter sido baptizado com o nome deste animal divino atesta o seu carácter sagrado, o que impedia a sua comercialização, podendo apenas ser oferecido.

Assim que chegou ao poder, em 1861, a Imperatriz chinesa Tzu Hai (da dinastia Qing), através do seu primeiro edital, ordenou a protecção dos cães do palácio, proibindo que fossem sujeitos a maus tratos e atribuindo ao eunuco-chefe a missão de assegurar esta sua vontade.

Quando a China foi invadida pelos japoneses, em 1937, o Shih Tzu esteve perto da extinção, mas graças ao facto de, ainda na década de trinta do século XX, ter sido introduzido em Inglaterra, conseguiu sobreviver, tendo sido, posteriormente, exportado para o resto da Europa e para os Estados Unidos.

Actualmente, o Shih Tzu é um dos mais populares cães de companhia de todo o mundo.

temperamento

Um cão de colo

Esta raça foi criada para ser uma companhia bonita, fiel e agradável. De acordo com uma eloquente descrição (do período pré-revolucionário) feita pelo Clube Canino de Pequim sobre o estalão do Shih Tzu, este deve ter “cabeça de leão, torso de urso, patas de camelo, cauda de espanador, orelhas de folhas de palmeira, dentes de arroz, língua de pétala cor de pérola e movimentar-se como um peixe-dourado”.

De facto, o Shih Tzu é daqueles cães que adora estar ao colo dos donos e ser mimado a toda a hora. O seu temperamento amigável e brincalhão faz com que se dê bem com pessoas desconhecidas e com outros animais. Por ter um porte pequeno e ser um cão calmo, o Shih Tzu é uma raça que se adequa na perfeição à vida num apartamento.

Contudo, a sua teimosia obriga a que seja educado desde cedo de forma consistente para que aprenda a respeitar os comandos que lhe são dados. As actividades ao ar livre são muito importantes para que mantenha o equilíbrio físico e psicológico, evitando comportamentos indesejáveis como o ladrar excessivo.

saúde

Os problemas nas articulações, as doenças oculares, como a atrofia progressiva da retina e a conjuntivite, esta última motivada pelo pêlo que se curva para dentro dos olhos, bem como as otites são alguns dos problemas mais comuns que se verificam nos exemplares desta raça.

Os problemas respiratórios também afectam o Shih Tzu, uma vez que, sendo braquicéfalo, com um focinho achatado, pode ter dificuldades em respirar, principalmente nos dias de maior calor. Por outro lado, a sua pelagem comprida, que cresce continuamente, deve ser escovada todos os dias, evitando-se a formação de nós e permitindo que a pele respire através do manto de pêlo. Caso não se tenha estes cuidados, a pele poderá ficar irritada e inflamada, libertando um mau cheiro e causando eczemas.

A longa pelagem do Shih Tzu, que se arrasta no chão, faz com que se lhe tenha que dar banho frequentemente. Um aspecto muito positivo é o facto de largar pouco pêlo, o que o torna numa excelente escolha para quem seja alérgico ao pêlo dos animais.

Finalmente, dada a tendência desta raça para engordar e os problemas que pode ter com alimentos de menor qualidade, deve-se garantir-lhe uma alimentação saudável e equilibrada.

características

Curiosidades

O Shih Tzu, criado pelos eunucos no interior da Cidade Proibida, era utilizado como um autêntico aquecedor. Os imperadores chineses tinham o hábito de o colocar na cama sobre os seus pés para gerar calor, funcionando como uma espécie de saco de água quente

partilhar
partilhar