icon openMenu
Cão Nosso - Pet Sitting

Pinscher

DUAS VARIEDADES

FICHA TÉCNICA

HISTÓRIA

A versão alemã dos Terriers

Originário da Alemanha, o Pinscher Alemão é uma raça antiga, criada no século XVIII. Algumas obras de arte, especialmente pinturas, mostram que o Pinscher já fazia parte do quotidiano dos alemães daquela época.

Alguns cinólogos apontam o Black and Tan Terrier, uma extinta raça inglesa, como o antepassado desta raça, ao passo que outros defendem que esta descende de cruzamentos de raças continentais de cães pastor. O que é facto é que o Pinscher, designação que tem o mesmo significado para os alemães que Terrier tem para os ingleses, foi desenvolvido como cão multifuncional pelos agricultores alemães, controlando pequenos predadores, guardando e guiando o gado e, ainda, protegendo a propriedade.

Foi a partir do Pinscher Alemão que se criou o Pinscher Miniatura, raça criada para caçar ratos, entre outros pequenos roedores, e que actualmente constitui um popular cão de companhia.

O Pinscher Alemão é também um dos ascendentes do Dobermann, razão pela qual este último é também designado como Dobermann Pinscher.

Depois da Primeira Grande Guerra, o Pinscher viu diminuir a sua popularidade na Alemanha. Contudo, esta diminuição foi compensada por um aumento do número de exemplares de Pinscher Miniatura nos Estados Unidos, chegando mesmo a alcançar os lugares cimeiros dos rankings dos cães de companhia mais populares naquele país.

Já no final da Segunda Grande Guerra, o Pinscher Alemão esteve em risco de extinção. Porém, graças ao esforço e dedicação de Werner Jung, o número de exemplares da raça voltou a aumentar, ficando livre de perigo.

temperamento

Um companheiro com personalidade

Alegre, dócil e extremamente fiel para com os seus donos, podendo até tornar-se exageradamente protector relativamente a estes e ao seu território, tanto o Pinscher Padrão (ou Alemão) como o Miniatura constituem uma excelente companhia e um bom cão de guarda. A sua personalidade activa, alerta e irrequieta leva-os a serem desconfiados com estanhos e a terem um relacionamento difícil com outros cães, podendo mesmo adoptar uma postura agressiva com cães com mais do dobro do seu tamanho. Todavia, se conviverem com outros animais desde pequenos, poderão desenvolver uma boa relação com estes.

A relação com crianças, apesar de poder ser muito boa, deve ser controlada, uma vez que esta raça pode não reagir bem a certas traquinices dos mais novos e responder de forma menos simpática.

Sendo teimosos e com uma personalidade bastante vincada, os Pinschers precisam de um treino firme e consistente que os faça respeitar os limites que lhes são impostos.

saúde

De forma geral, tanto o Pinscher Padrão como o Miniatura são raças saudáveis. Ainda assim, alguns problemas poderão surgir, tais como a síndrome de Legg-Calvé-Perthes, uma doença degenerativa da articulação da anca que afecta especialmente os cães de pequeno porte, anomalias do aparelho visual, designadamente a atrofia progressiva da retina, o hipotiroidismo e insuficiências cardíacas.

Esta raça tem uma certa tendência para desenvolver dupla dentição, problema comum a raças de pequeno porte e que se consubstancia no nascimento dos dentes definitivos lado a lado com os dentes de leite, que acabam por não cair por si. Assim, interessa estar atento durante o período de mudança de dentição.

Adequando-se na perfeição à vida num apartamento, é importante não esquecer que, por serem activos, estes cães necessitam de fazer exercício físico diariamente.

A pelagem curta dos Pinschers não requer grande manutenção, bastando apenas ser escovada regularmente para remover os pêlos mortos. Devem tomar banho somente quando é estritamente necessário para não perderem a oleosidade natural que ajuda a proteger a sua pele.

características

Curiosidades

Nos EUA, desde há muito tempo, existe a ideia totalmente errada de que o Pinscher Miniatura é uma versão miniaturizada do Dobermann, dada a semelhança entre as duas raças que deriva do facto de o Pinscher Alemão (Padrão) ser o ascendente do Pinscher Miniatura e um dos ascendentes do Dobermann. Esta ideia muito veiculada entre os norte-americanos foi gerada, muito provavelmente, por o Dobermann ter sido introduzido no seu país antes do Pinscher Miniatura.

partilhar
partilhar