icon openMenu
Cão Nosso - Pet Sitting

Jack Russell Terrier

DUAS VARIEDADES

FICHA TÉCNICA

HISTÓRIA

A criação de um pastor anglicano

O pastor anglicano John “Jack” Russell desenvolveu o Jack Russell Terrier, durante o século XIX, com o intuito de criar um cão de caça à raposa que fosse menos agressivo relativamente à presa, em comparação com o Fox Terrier, perseguindo-a até à toca mas não a matando. A paixão de John Russell pela caça desportiva valeu-lhe a alcunha de “the sporting parson”, que significa “o pastor desportista”. O amor de Russell pelo mundo da canicultura fez com que fosse um dos fundadores do The Kennel Club (Clube de Canicultura Inglês).

O apuramento de um cão com estas características resultou na criação de duas raças: o Jack Russell Terrier, cuja pequena estatura torna-o mais apto para a caça aos ratos; e o Parson Jack Russell Terrier, mais alto que o anterior e capaz de acompanhar os cavalos na caça à raposa.

A menor estatura do Jack Russell Terrier levou-o a ser cada vez mais apreciado como cão de companhia, tornando-o numa das raças mais populares na Europa e nos Estados Unidos da América. Esta raça assume duas variedades, a de pêlo macio e a de pêlo de arame, esta última a preferida de John Russel.

temperamento

Um amigo afável e hiperactivo

O mais popular dos terriers da actualidade é uma raça afável e que faz tudo para ter a atenção dos donos. Muitos consideram estes cães como animais hiperactivos, tal é a sua energia e vontade de se divertir. A sua personalidade destemida e determinada, aliada ao seu instinto caçador, exige, para que se torne num cão sociável, que contacte com outros animais desde tenra idade. Ao mesmo tempo, e apesar de adorar brincar com crianças, é importante que se supervisione as suas brincadeiras, para que não responda agressivamente a uma situação de provocação.

Inteligente e teimoso, o Jack Russell precisa de ser estimulado psíquica e fisicamente para que seja um cão equilibrado. Caso não lhe sejam propostos desafios, ele próprio tratará de os encontrar e, muito provavelmente, não serão do agrado dos seus donos.

Esta não é uma raça particularmente fácil de treinar, precisando de uma educação firme e consistente para que aprenda a respeitar os limites impostos pela sua família.

saúde

Os problemas mais comuns nesta raça são a surdez, anomalias oculares e anomalias nas articulações da anca.

A sua pelagem, tanto na versão de pêlo macio como na de pêlo cerdoso, deve ser escovada regularmente.

características

Curiosidades

Eis uma das raças mais representadas na sétima arte. Provavelmente, o filme mais conhecido onde esta assume um papel de relevo é “A Máscara” (The Mask), onde Stanley Ipkiss, representado pelo actor Jim Carrey, se faz sempre acompanhar pelo seu cão Milo, um Jack Russell Terrier cujo verdadeiro nome era Max.

partilhar
partilhar