icon openMenu
Cão Nosso - Pet Sitting

Bull Terrier

DUAS VARIEDADES

FICHA TÉCNICA

HISTÓRIA

Ontem gladiador, hoje cavaleiro branco

Emigrante irlandês e morador na cidade inglesa de Birmingham, James Hinks foi o grande criador desta raça. Cruzando o extinto White English Terrier com o Bulldog (na altura uma raça diferente da que é hoje), Hinks pretendia criar um cão que deslumbrasse os espectadores tanto na luta de cães, como nas salas de exposições. Sabe-se que os cães oriundos destes cruzamentos eram excessivamente volumosos, pelo que é provável que o criador irlandês os tenha cruzado com o dálmata e com terriers ingleses brancos, de forma a criar um cão que juntasse a tenacidade e a força à agilidade.

Os Bull Terriers chegaram a participar em lutas de touros mas a sua grande reputação no século XIX era motivada pela sua determinação dentro dos ringues de luta de cães, merecendo a alcunha de “gladiador”. Quando, finalmente, esta actividade foi proibida, esta raça passou a ser apreciada nas salas de exposição, bem como cão de guarda e caçador de ratos. Esta mudança de função veio também mudar a sua alcunha, que passou a ser de “cavaleiro branco”.

James Hinks, ao se concentrar no desenvolvimento de Bull Terriers brancos, criou, inconscientemente, alguns problemas de saúde nestes animais, nomeadamente a surdez hereditária, inflamações cutâneas crónicas e doenças cardíacas. Na verdade, o Bull Terrier, ao contrário da maioria das raças que foram apuradas pela sua capacidade em exercer determinadas funções, foi desenvolvido numa óptica morfológica e estética. É por esta razão que a simétrica cabeça desta raça é tão distinta de todas as outras.

temperamento

O bobo da corte

O Bully, como lhe chamam os apaixonados por esta raça, está constantemente à procura de brincadeira, entretendo-se com grande facilidade. Absorvido pela enorme curiosidade por tudo o que o rodeia, o Bull Terrier precisa de bastante atenção, caso contrário a mobília e a decoração de casa poderão ser as vítimas.

Com uma boa-disposição sempre presente, esta raça alinha em qualquer aventura.

Adora crianças, mostrando uma paciência especialmente grande para os seus abusos.

As traquinices que provocam gargalhadas a todos os que o rodeiam devem, contudo, ser moderadas pelo dono, que se deve mostrar consistente na imposição dos limites que pretende estabelecer.

saúde

A surdez hereditária é um dos problemas principais desta raça, assim como, embora com menor ocorrência, os problemas cardíacos e as luxações da patela.

Necessita de fazer bastante exercício físico para que se sinta bem física e psicologicamente.

Não precisa de grandes cuidados com a escovagem do pêlo.

características

Curiosidades

O Bull Terrier já mereceu um papel importante no cinema, ao representar uma das personagens do filme “Um Porquinho Chamado Babe”.

partilhar
partilhar