icon openMenu
Cão Nosso - Pet Sitting

Boston Terrier

FICHA TÉCNICA

HISTÓRIA

Made in USA

O Boston Terrier é uma das primeiras raças de cães made in USA, que resultou do cruzamento entre o Bulldog Inglês e o extinto English White Terrier. Alguns estudiosos sugerem que o Boxer, o Bulldog Francês e o Bull Terrier poderão também ter participado para o apuramento do Boston Terrier. 

Embora a sua cidade natal seja Boston, o primeiro exemplar de Boston Terrier, que se chamava Barnard´s Tom, foi registado no Canadá, em 1888, pela mão daquele que é considerado o fundador da raça, John P. Barnard. 

Os antigos Boston Terriers (Olde Boston Bulldogge), bastante maiores que os actuais e chegando a pesar mais de 20 Kg, também apelidados de “Roundheads” (cabeça redonda), eram usados para o combate de cães e para o rat-baiting, competição que consistia em premiar o cão que matasse o maior número de ratos num determinado espaço de tempo. Com o passar do tempo, o Boston Terrier mudou não só fisicamente como também temperamentalmente, tendo perdido todas as suas características de terrier, apesar do seu nome se ter mantido intacto.

temperamento

Um companheiro alegre e devoto

O Boston Terrier faz questão de participar em todas as actividades da família. Alegre, afectuoso e inteligente, apresenta uma grande devoção para com os seus donos e tem uma excelente relação com as crianças, com quem gosta de brincar. Sendo tão sensível e inteligente como determinada, mas também, por vezes, teimosa, esta raça, não sendo difícil de treinar, necessita de um treino consistente.

Apesar de não ser o cão ideal para ir correr consigo, uma vez que não possui uma grande resistência, o Boston Terrier precisa, como qualquer outra raça, de fazer algum exercício físico e de contactar e socializar com outros cães, com quem tem normalmente uma boa relação. A sua boa disposição faz dele um cão amistoso tanto para pessoas como para outros cães, tendo perdido grande parte das características de terrier dos seus antepassados.

O perfil temperamental do Boston Terrier faz com que seja uma raça perpetuamente popular na América do Norte, constituindo uma companhia divertida e afável. 

saúde

À imagem do que acontece com qualquer raça de focinho curto, como é o caso do Boston Terrier, é importante ter cuidado com as temperaturas extremas, devido aos problemas respiratórios que estes cães podem desenvolver. De facto, levar um cão desta raça para a praia, durante o Verão, não é a melhor ideia. 

O Boston Terrier tem uma certa propensão para problemas de pele, podendo ser afectado por pequenos nódulos e até por tumores. Mas a doença que mais o afecta é a catarata juvenil (embora a catarata adulta também possa ocorrer), que se manifesta a partir dos dois meses e que pode surgir até aos doze meses de idade. Felizmente, existem hoje testes que permitem fazer uma despistagem que detecta o gene responsável pela catarata juvenil. Uma vez que esta doença é hereditária, é fundamental que qualquer pessoa que queira adquirir um exemplar desta raça analise atentamente o pedigree da ninhada e que se certifique que os reprodutores não sofrerão desta doença. 

Os seus olhos proeminentes e as suas orelhas devem ser limpos regularmente. Apesar de esta não ser uma raça que precise de fazer muito exercício, é fundamental proporcionar-lhe alguma actividade física para que se mantenha saudável e psicologicamente equilibrado.

Como acontece com as raças de cabeça proporcionalmente grande, os partos dos Boston Terriers são, muitas vezes, feitos através de cesariana. No entanto, os criadores têm conseguido reduzir este problema graças à diminuição do tamanho da cabeça.

características

Curiosidades

Como o próprio nome indica, esta raça foi criada na cidade norte-americana de Boston. Mas a segunda parte do seu nome induz o leitor em erro, uma vez que esta não está incluída no grupo dos terriers. Embora tenha antepassados pertencentes a este grupo, o temperamento do Boston Terrier difere bastante do temperamento típico de um terrier, sendo mais sociável com outros cães e mais calmo.

partilhar
partilhar