icon openMenu
Cão Nosso - Pet Sitting

Fox Terrier

DUAS VARIEDADES

FICHA TÉCNICA

HISTÓRIA

O caçador de raposas

Existem duas variedades desta raça, classificadas como raças diferentes: o Fox Terrier de Pêlo Liso e o Fox Terrier de Pêlo de Cerdoso. Muitos estudiosos defendem que o Fox Terrier de Pêlo Cerdoso precedeu o Fox Terrier de Pêlo Liso, contudo esta não é uma questão consensual.

O nome desta raça deriva daquela que foi a sua principal função, a caça à raposa (fox, em inglês), sendo conhecida por entrar corajosamente em qualquer buraco de terra (terrier significa terra em latim) em busca da sua presa.

Uma das principais representantes das raças britânicas, a história desta(s) raça(s) leva a três teorias diferentes. Uma aponta para que a raça se tenha desenvolvido a partir de cruzamentos entre Galgos Ingleses, Dachshunds, Foxhounds e Beagles. Outra aponta para que os cruzamentos tenham sido feitos a partir do Old English Terrier, do Bull Terrier, do Greyhound, do Beagle e do Black and Tan Terrier. E, finalmente, a teoria que reúne mais defensores aponta para que esta raça tenha origem no extinto terrier de pêlo cerdoso usado nas minas de carvão no País de Gales. Se assim for, o Fox Terrier de Pêlo Cerdoso tem uma origem diferente do Fox Terrier de Pêlo Liso. De qualquer das formas, estas raças foram sendo continuamente cruzadas e foram, inicialmente, consideradas como a mesma raça, designada simplesmente por Fox Terrier.

A variedade de pêlo liso começou a ser desenvolvida a partir de 1850 e a variedade de pêlo duro a partir de 1870. Mas foi apenas em 1984 que o American Kennel Club considerou como raças diferentes estas duas variantes.

Durante todo o século XIX, os Fox Terriers foram muito apreciados pela sua aptidão para a caça à raposa, sendo também muito utilizados como caçadores de ratos. Já nos anos trinta do século passado, o “pequeno atleta”, como era conhecido, tornou-se um cão extremamente popular. Tendo vindo a perder popularidade, os Fox Terriers continuam a contar com muitos apaixonados, sendo que a variedade de pêlo de arame encontra um maior número de fãs do que a variedade de pêlo liso.

temperamento

Um cão com pilhas

Destemido e determinado, mas também obstinado e teimoso, o Fox Terrier é uma raça cheia de energia e um pouco intempestiva, o que não faz dela a escolha ideal para as pessoas com mais idade ou para famílias com crianças. Tem uma grande necessidade de fazer exercício, podendo ser a escolha ideal para pessoas com uma vida mais activa.

Sendo um bom cão de alerta, aprecia muito a companhia da sua família e detesta ficar sozinho, podendo, neste caso, tornar-se destrutivo. Necessita de conviver com outros cães desde pequeno, para que se torne num cão sociável.

Como caçador, tem tendência para perseguir gatos, ratos e outros animais, mas a sua maior paixão é cavar. A personalidade forte desta raça exige que os seus donos sejam firmes na educação que lhes dão, podendo tornar-se numa excelente companhia tanto para a vida citadina como campestre.

saúde

Em termos gerais, esta é uma raça saudável.

Os exemplares predominantemente brancos têm uma probabilidade maior para desenvolver problemas de surdez. Problemas relacionados com o aparelho visual, como as cataratas, podem também afectar a raça.

A pelagem do Fox Terrier de Pêlo Cerdoso necessita de alguns cuidados, precisando de ser escovada duas a três vezes por semana para que o pêlo não fique emaranhado.

Para o seu equilíbrio mental e físico, esta raça necessita de fazer muito exercício.

características

Curiosidades

“As Aventuras de Tintin” é uma das mais conhecidas bandas desenhadas de todos os tempos, tendo sido criada pelo belga Hergé. O cão que acompanha Tintim em qualquer uma das suas inúmeras aventuras é precisamente um Fox Terrier, chamado Milu.

partilhar
partilhar