icon openMenu
Cão Nosso - Pet Sitting

English Springer Spaniel

FICHA TÉCNICA

HISTÓRIA

O primeiro spaniel

Esta é a mais antiga de todas as raças da família dos spaniels, sendo a ascendente de todas elas, com a excepção, segundo alguns estudiosos, do Clumber Spaniel. Como o próprio nome indica, os spaniels foram criados em Espanha, mas foi em Inglaterra que o seu desenvolvimento e apuramento ocorreu, pelo que, apesar de ser uma questão polémica, se atribui ao país de sua majestade a origem da raça a que hoje chamamos English Springer Spaniel.

Durante a Idade Média, os spaniels eram bastante utilizados na caça de altanaria, actividade muito apreciada pela nobreza europeia e que contava com o apoio de aves de rapina adestradas, normalmente falcões, e, muitas vezes, de um cão. Mas a principal função do spaniel na caça era, graças ao seu faro apuradíssimo, localizar a presa e, tratando-se de uma ave, “levantar” a caça, acção que em inglês se designa pelo verbo “to spring” e que está na base do nome do Springer Spaniel. Posteriormente, este cão cobrava a ave abatida, ou seja, apanhava-a e trazia-a ao dono.

Até 1900, o spaniel era conhecido em Inglaterra como Norfolk Spaniel mas, a partir desta data, passou a ser designado por English Springer Spaniel. A responsabilidade pelo apuramento desta raça, ocorrido durante o século XIX, deve-se ao Sir Thomas Boughey, principal Xerife do condado de Staffordshire. Foi ele que também desenvolveu outros tipos de spaniels, classificados de acordo com o seu tamanho e com a sua perícia em caçar na terra ou na água. Aos mais pequenos chamou-se Cocker Spaniels, aos de tamanho médio Field Spaniels e aos maiores Springer Spaniels, famosos por caçarem de forma a espantar e a levantar a caça.

A introdução das armas de fogo na caça veio tirar popularidade aos Springers, gradualmente substituídos por raças com outras características, como os Pointers e os Setters. Como animais de companhia foram também preteridos a favor dos Cockers, uma vez que estes últimos são mais pequenos e adequam-se melhor à vida num apartamento.

temperamento

Um companheiro com uma energia inesgotável

Como acontece com a grande maioria dos cães de caça, o English Springer Spaniel é um cão meigo e extremamente chegado ao seu dono, não gostando de ficar longe deste. Alegre e com um faro apurado, adora fazer exercício físico e, se não tiver oportunidade de o fazer, poderá desenvolver distúrbios comportamentais. De facto, por ter sido criada para caçar durante longos períodos de tempo, esta raça requer uma actividade física constante.

Relativamente fácil de treinar, o English Springer Spaniel deve ser sociabilizado desde pequeno com outras pessoas e animais, para que se torne num cão confiante. A sua boa disposição pode ser comprovada pela relação que tem com as crianças, mostrando-se bastante afectuoso.

É uma excelente companhia e está sempre pronto a desempenhar qualquer tarefa que o dono lhe queira atribuir.

saúde

São cinco os principais problemas que podem afectar o Springer Spaniel: a displasia coxofemoral; as infecções crónicas de ouvido, a que podemos chamar de otites, motivadas pela sujidade que se acumula nas suas longas orelhas, obrigando à sua limpeza regular; problemas do foro ocular; obesidade, a qual pode ser combatida através de uma alimentação equilibrada e de muito exercício físico; e, finalmente, o mais grave de todos, o Síndrome do Ódio. Este distúrbio comportamental caracteriza-se por uma alteração repentina do temperamento, onde o cão deixa de reconhecer os seus próprios donos, podendo atacar qualquer pessoa ou animal. Alguns cientistas associam este distúrbio à epilepsia, no entanto não existem dados que o comprovem.

Apesar disto, um bom criador dará todas as garantias de que os seus exemplares não sofrem deste síndrome.

Os cuidados com a pelagem são muito importantes, exigindo-se muita atenção para que esta se mantenha limpa e saudável, especialmente nas zonas das orelhas e das patas, onde poderá haver acumulações de pêlo. A tosquia deve ser realizada, regra geral, todos os meses.

características

Curiosidades

Millie era o nome de uma cadela Springer Spaniel que acompanhou George H.W. Bush e Barbara P. Bush na Casa Branca, entre 1989 e 1993. Foi mencionada num discurso do então presidente, em 1992, quando este procurava a reeleição, defendendo que a sua cadela sabia mais de relações externas do que os seus opositores democratas, Bill Clinton e Al Gore. Posteriormente, foi criado um parque para cães na cidade de Houston (Texas) com o nome de Millie.

partilhar
partilhar